Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

ASSOCIAÇÃO DE XADREZ DE VILA REAL

Fundada a 5/12/2008. Sede: Praça Dr. António Gil, nº 4, 2º Dto, Vila Pouca de Aguiar.

Fundada a 5/12/2008. Sede: Praça Dr. António Gil, nº 4, 2º Dto, Vila Pouca de Aguiar.

ASSOCIAÇÃO DE XADREZ DE VILA REAL

Contactos: axvr@sapo.pt / 968073175

emblema AXVR

Palmarés: 7 Títulos nacionais

2009/10: Agna Gabriel (Benfica Vila Pouca de Aguiar) - sub 18 femininos, semi-rápidas.. 2010/11: Agna Gabriel (AV Escola Pedras Salgadas) - sub 20 femininos, semi-rápidas.... 2010/11: Tânia Yé (AV Escola Pedras Salgadas) - sub 10 femininos, clássicas................ 2011/12: Agna Gabriel (ACD Rebordochão) - sub 20 femininos, semi-rápidas................ 2012/13: Sara Gomes (ACD Rebordochão) - sub 8 femininos, rápidas........................... 2012/13: ACD Rebordochão – equipa feminina de jovens, rápidas................................ 2013/14: Lara Rodrigues (ACD Rebordochão) - sub 8 femininos, semi-rápidas...............
26
Out10

I Torneio Internacional de Xadrez de Chaves, para comemoração do centésimo décimo oitavo ano do nascimento de um dos maiores xadrezistas de sempre, Alexander Alekhine

evpa

 

As expectativas são elevadas, a adesão dos patrocinadores ao evento Internacional de Xadrez em época muito movimentada em Chaves trará certamente o retorno esperado por estes, sendo cada mesa de competição, baptizada com o nome do patrocinador, focando as atenções para a mesma.

Espera-se uma enorme notoriedade do Torneio por diversos aspectos, a comunicação social a nível Nacional, nomeadamente a Televisão Estatal fará uma cobertura, e a regional como seria de esperar é a anfitriã. A adesão de atletas até à data inscritos, são maioritariamente Espanhóis (à boa moda portuguesa, os nossos inscrevem-se nos últimos dias) prevê-se esse cenário, mas já com a confirmação de alguns dos nossos melhores xadrezistas.

Os clubes de Xadrez da Galiza estão muito curiosos, pois esta prática é comum no Noroeste Espanhol, mas não conheciam o interesse flaviense (a par deles) em torneios internacionais onde se possam, além da troca de conhecimentos, confraternizar durante os três dias de competição com nomes do Xadrez Internacional.

O local é panorâmico (stand da ToyChaves) em ambiente de festa, já que culmina com a maior feira flaviense, os Santos. Mais um evento para promover Chaves lá fora e fora cá dentro.

 

Mais informações em http://chess-results.com/tnr39367.aspx?lan=10

 

26
Out10

Centro Escolar de Chaves com Xadrez

evpa

 

A Academia de Xadrez Alekhine do Clube de Ténis de Mesa de Chaves (CTM Chaves), iniciou no dia 13 de Outubro com os seus dois técnicos, o Monitor da FPX Luís Camoesas e o Mestre ucraniano Roman Chemerys, o projecto Xadrez nas Escolas. Este protocolo estabelecido pelo Dr. José Matos, Presidente do CTM Chaves e o Dr. Rui Rodrigues, Coordenador do Centro Escolar Santa Cruz/Trindade do Agrupamento Nadir Afonso, visa a proximidade da actividade com as crianças logo a par com o B, Á, BÁ, da vida académica. Pretende-se que estas tenham o xadrez como actividade regular e sem estereótipos sociais, dando a oportunidade de todos aprenderem e praticarem, todos os dias das 16h45 às 17h30.   

Os primeiros passos no Xadrez Escolar foram dados no ano lectivo anterior com o Agrupamento Escolar Dr. Francisco Gonçalves Carneiro e o Jardim-escola/Escola João de Deus, pel’A Casa Da Matemática.

A Academia de xadrez do CTM é o resultado mais maduro na junção de esforços com o propósito de, não só, proporcionar a todos as crianças, de todas as escolas públicas e privadas de Chaves, através do estabelecimento de protocolos que o estabeleçam, mas também para o apuramento e acompanhamento a nível competitivo dos talentos que surjam na sua sede, na antiga Escola Superior de Enfermagem, todos os dias úteis (à excepção da Quinta-feira por enquanto) das 18h às 20h e aos Sábados das 10h às 12h30 com a presença do ex-treinador da Ucrânia Roman.

A par da principal actividade do CTM Chaves e originadora do nome, o Xadrez também será uma actividade a ser colocada a nível Nacional e Europeu levando o nome de Chaves, como já sucede com o Ténis de Mesa, sendo esse o desejo dos seus intervenientes.